Hora do Planeta: protestando por um planeta melhor

A Hora do Planeta é um evento anual e voluntário, geralmente realizado na última noite de sábado do mês de março, quando milhões de pessoas e empresas apagam luzes e desligam a maioria dos aparelhos elétricos para celebrar a sustentabilidade e mostrar seu apoio às ações que ajudarão a resolver o problema do aquecimento global .

A primeira Hora do Planeta

A Hora do Planeta foi inspirada em uma demonstração ocorrida em Sydney, Austrália, em 31 de março de 2007, quando mais de 2,2 milhões de habitantes da cidade e mais de 2.100 empresas desligaram luzes e aparelhos elétricos não essenciais, por uma hora, para fazer um protesto poderoso sobre a principal colaboradora do aquecimento global: a eletricidade movida a combustíveis fósseis.

image.png

Essa única hora representou uma redução de 10,2% no consumo de energia em toda a cidade. Ícones globais como o Sydney Opera House ficaram escuros, casamentos foram realizados à luz de velas e o todo o planeta ficou sabendo.

Hora da Planeta se torna global

O que começou em 2007 como um protesto dramático de uma cidade contra o aquecimento global tornou-se um movimento mundial. Patrocinada pelo WWF (grupo de conservação que visa reduzir as emissões de gases de efeito estufa da geração de eletricidade em 5% ao ano), a Hora do Planeta tem a participação oficial de um número crescente de cidades, países, empresas e indivíduos em todo o mundo. Apenas um ano depois, em 2008, a Hora do Planeta se tornou um movimento global, com a participação de mais de 50 milhões de pessoas em 35 países e territórios. Pontos de referência globais, como a Sydney Harbour Bridge, a CN Tower, em Toronto, a Golden Gate Bridge, em San Francisco, e o Colosseum, em Roma, permaneceram como símbolos silenciosos de esperança e sustentabilidade.

image
Luzes da Torre Eiffel desligadas pela hora do planeta.

Em março de 2009, centenas de milhões de pessoas participaram da terceira Hora do Planeta. Mais de 4000 cidades em 88 países e territórios demonstraram seu apoio ao planeta desligando suas luzes. A Hora do Planeta cresceu novamente em 2010, quando 128 países e territórios se uniram à causa global da ação climática. Construções icônicas e pontos de referência em todos os continentes, exceto na Antártida, e pessoas de quase todas as nações e classes sociais desligaram as luzes para mostrar o seu apoio. Em 2011, a Hora do Planeta adicionou algo novo ao evento anual, convocando os participantes a “ir além da hora” ao se comprometerem com, pelo menos, uma ação ambiental para dar continuidade durante o ano todo, com o objetivo de tornar o mundo um lugar melhor.

Cover_Facebook_HP_2.png

O Propósito da Hora do Planeta

A finalidade, é claro, é inspirar as pessoas a reduzirem o seu consumo de energia todos os dias, não somente ficando no escuro por uma hora a cada ano, mas dando passos simples que podem ter um efeito definitivo. É mostrar, por meio de uma hora no escuro, que podemos impactar positivamente o planeta fazendo pouco.

Os sessenta minutos de celebração são um lembrete pontual de que nossos hábitos têm interferência direta na natureza. O símbolo 60+ quer dizer que todas as horas devem ser a Hora do Planeta.

Precisamos agir agora

♦ A cada ano, devido ao consumo desenfreado e do desperdício, estamos acabando com os recursos naturais disponíveis para o período mais cedo. Em 2018, isso ocorreu em 1º de agosto.

♦ As áreas úmidas são a categoria mais afetada pelas atividades humanas e já perdeu 87% de sua extensão.

♦ A pesca excessiva e a poluição pelo plástico estão ameaçando os nossos oceanos. Já a poluição, a fragmentação e a destruição de habitats estão acabando com a biodiversidade da água doce.

♦ O Brasil possui a maior área de floresta tropical contínua do planeta, o que ajuda a regular o clima, produzir água, estocar carbono e muito mais.

♦ Nos últimos 50 anos, 20% da Amazônia já desapareceu. Se o desmatamento atingir 25%, a floresta poderá entrar em um “ponto de não retorno”, passando por um processo irreversível de savanização.

♦ O desmatamento já atingiu mais de 50% do Cerrado. É nele que estão as nascentes dos mais importantes rios brasileiros, como o Paraná, o Tocantins e o São Francisco.

♦ No Brasil existem oficialmente 3.286 espécies ameaçadas em flora e fauna. O maior número se encontra na Mata Atlântica.

Algumas cidades brasileiras já estão confirmadas para a Hora do Planeta 2019:

Captura de Tela 2019-03-08 às 13.58.03.png

Quer saber o que você pode fazer durante a hora em que as luzes estão apagadas? O WWF sugere várias possibilidades, como um jantar à luz de velas , uma festa do Bloco da Hora do Planeta ou um piquenique noturno com a família ou amigos. E enquanto estiver fazendo isso, pense no que mais você pode fazer para ajudar a proteger e preservar o meio ambiente.

Para participar basta apagar as luzes no dia 30 de março de 2019  às 20:30, durante uma hora, registrar o momento postando com a #HoraDoPlaneta e marcar o @tunesambiental no Instagram. Clique aqui e saiba mais!

Esse simples gesto trará consciência àqueles que vivem na Terra, com o objetivo de deixarmos um legado positivo para as futuras gerações. Apague as luzes!

 

 

 

 

 

Referências:

Thought.Co

WWF

Um comentário em “Hora do Planeta: protestando por um planeta melhor

  1. Pingback: Ambientalismo e suas origens – TUNES AMBIENTAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: